UOL - O melhor conteúdo
Awell
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Migal
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Midranda
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Valento
ALFA   (20x)
BETA   (18x)
GAMA   (18x)
Cronus
ALFA   (2x)
BETA   (2x)
GAMA   (2x)
Próxima Manutenção
20/01/2022 às 05:20h
SERVER STATUS
Eventos
O CONTRA-ATAQUE INIMIGO (NOVO!)


O Esquadrão de Arqueiras, lideradas por Arteres, consegue chegar, sem ser notado pelo inimigo, ao posto mais avançado do exército pristoniano nas profundezas do Abismo do Mar.
Os guerreiros mais poderosos da linha de frente intensificam o ataque ao povo do mar, criando uma distração para que as Arqueiras atravessem as defesas inimigas despercebidas.
Avançando através da vastidão abissal, Arteres e suas Arqueiras precisam lidar com um mundo totalmente desconhecido e perigoso, enquanto tentam ajustar os seus sentidos aguçados e habilidades ao novo meio ambiente.
No caminho, as Arqueiras são testadas, repetidas vezes, por armadilhas naturais e pela hostilidade das criaturas subaquáticas, ceifando, uma a uma, as vidas das heroicas guerreiras e reduzindo, significativamente, o número do esquadrão.
Exaustas, mas determinadas, finalmente, as Arqueiras conseguem chegar aos portais da fortaleza de Yagditha.
A fortaleza é enorme e assustadora.
Em torno de toda a sua base, um campo de flores gigantes, com as pétalas em tons de azul e verde fosforescente, o miolo e o caule numa sinistra cor violeta e estranhas pinças pontiagudas, que aparentam ser tão mortais quanto a cauda do escorpião, representa uma verdadeira cerca viva de defesa.
Inadvertidamente, atraída pela beleza do jardim de flores, tão sedutoras quanto letais, uma jovem Arqueira aproxima-se, perigosamente, de uma delas.
Atacada, ferozmente, pela flor marinha, a Arqueira consegue esquivar-se das ferroadas e salva-se por pouco.
De repente, logo após a sequência de ferroadas, a flor expele o seu pólen e forma uma nuvem venenosa embaixo da água, matando a imprudente Arqueira sufocada.
Enquanto ainda lamentam a perda da sua companheira, os portões da fortaleza se abrem e Yagditha, em pessoa, acompanhado do seu vassalo Deykoon, avançam em direção ao centro do campo de cultivo das flores da morte.
Surpreendidas e sem saída, as Arqueiras são obrigadas a entrar e se esconder entre as flores mutantes, passando por elas sem serem atacadas.
Ao embrenharem-se no campo de cultivo, percebem que a plantação está infestada de caramujos monstruosos. Apesar do asco causado pelos moluscos, as Arqueiras conseguem permanecer ocultas e aproximam-se do inimigo para observá-lo mais de perto.
 
- “Deykoon, você deve vigiar Midranda e os seus seguidores o tempo todo, a partir de agora.
Se ele ousar a nos trair, nós o destruiremos!”, ordena Yagditha furioso.
- “Sim, meu Senhor! Imediatamente, Senhor!
Mas... como vamos derrotar os pristonianos sem ele?!”, indaga Deykoon, balbuciando.
- “A resposta está bem aqui, no meu belo jardim, seu tolo!
O ciclo de reprodução da Planta do Abismo começa com os seus ovos sendo expelidos através do seu pólen.
O pólen, quando inalado, é um veneno mortal para os pristonianos e inofensivo para o nosso povo.
Mas, quando os ovos encontram os caramujos, eclodem e as larvas da Planta do Abismo se desenvolvem no interior deles.
Os caramujos transportam as larvas e as espalham por onde passam, encerrando esse virtuoso espiral da morte.
Nós vamos enviar esses belos espécimes para a superfície.
O calor do sol em terra multiplicará a taxa de crescimento e reprodução das Plantas do Abismo.
E se os ovos do pólen venenoso das flores não os matar, os caramujos contaminarão a água potável e as plantações dos pristonianos com as larvas da Planta do Abismo, instalando-se como parasitas nos organismos dos nossos inimigos e sugando a sua força vital de dentro para fora”, Yagditha explica, didaticamente, o seu plano diabólico de aniquilação.
- “A sua inteligência sempre me surpreende, meu Senhor!”, adula Deykoon.
 
Nesse momento, após ouvir, atentamente, o terrível plano de invasão de Yagditha, Arteres arma o seu arco e mira na cabeça do poderoso inimigo, sentindo que, talvez, nunca mais tenha outra chance como aquela.
Mas, hesita em disparar, considerando que a sua missão principal é encontrar o paradeiro de Midranda.
Yagditha ergue o seu majestoso tridente e, batendo-o contra o chão, faz o exército de Caramujos, carregados de larvas das Plantas do Abismo, iniciar a sua marcha rumo ao continente.
A movimentação dos Caramujos faz Arteres perder a visão do seu alvo e é obrigada a tomar uma difícil decisão.
Ela ordena que o seu esquadrão retorne para ajudar os exércitos pristonianos no Abismo do Mar a conter a invasão e alertar o Comandante Derik sobre o Contra-Ataque Inimigo.
Arteres fica sozinha, isolada e no centro do território adversário, para cumprir com a sua missão a qualquer custo.
 
- “Queridas irmãs, Arqueiras!
Foi uma honra lutar ao lado de guerreiras tão habilidosas!
Precisamos seguir caminhos separados agora...
Mas, a sua missão não é menos perigosa do que a minha.
Avisem o Conselho Real que a ameaça mais mortal não são as Plantas do Abismo nem os Caramujos, mas o parasita que eles carregam no pólen e nas vísceras.
Vou atrás de Midranda!
Por favor, digam à Art que eu cumprirei a minha promessa e voltarei”, Arteres despede-se e dá o seu último comando ao Esquadrão de Arqueiras, antes de contornar a marcha do exército de Caramujos e avançar, corajosamente, em direção à fortaleza de Yagditha.
 
Enquanto isso, em Ricarten, Verkan despede-se da Coelha da Páscoa, após os batalhões pristonianos terem derrotado os Dentuços Gigantes e ajudado os Coelhos da Páscoa a se libertarem das prisões mágicas das Cápsulas e garantido o sucesso do festival.
Em seguida, enquanto reúne-se com o Comandante Hausen para encerrar o ciclo de treinamento complementar ao da Instrutora Aline, que foi muito bem-sucedido, mas deixou os guerreiros exaustos, é interrompido, abruptamente, pelo Comandante Derik, que adentra o salão real como um raio, sem desmontar do seu cavalo.
 
- “Uma nova guerra começou!
Os exércitos inimigos são muito poderosos, mas a verdadeira ameaça é invisível.
Arteres segue sozinha na sua missão de localizar Midranda, que ficou muito mais perigosa, mas enviou as suas Arqueiras para retardar a invasão e ganhar tempo para que nos preparemos para a batalha”, anuncia, afobadamente, o Comandante Derik ao Conselho Real, transmitindo a mensagem recebida através do falcão de Arteres.
Gallia, líder do Esquadrão Especial de Guerreiras, e Paros, líder do Esquadrão de Pikes, dirigem-se às áreas litorâneas para tentar conter o avanço do inimigo, acompanhados dos Xamãs Reais, que precisam descobrir uma forma de combater o parasita das Plantas do Abismo, antes que os Caramujos contaminem toda as fontes de água potável e as plantações.
 
Confira os detalhes do evento “O Contra-Ataque Inimigo” (NOVO!) nas tabelas abaixo:
 
 

O evento “O Contra-Ataque Inimigo” (NOVO!) está ativo nos subservidores Alfa, Beta e Gama de todos os servidores.
 
A Guerra dos Mundos começou!
Defenda o continente mais uma vez e evite a aniquilação do povo pristoniano!
 
 
 
Equipe Priston Tale

COMENTÁRIOS

pristsp1AMEI ESSE EVENTO
972 dias atrás

Para comentar, é necessário que você efetue o login.




RANKINGAWELL
ZeishuaN
177

hzzwATA
176

PICANTEz
176

KvNWeeDz
176

xGabi
176

BLESS CASTLEAWELL
CataPuTa
AlcatraZ
ESCR0T0S

BELLATRAAWELL
CataPuTa
YouFront
LockDown

PRISTON LIVE!
ÚLTIMOS PUNIDOSAWELL
Brugame
103
11/01/2022

™Themido™
102
11/01/2022

SemCalcinha
121
08/12/2021

O QUE ESTÁ ROLANDO?
PRISTON SHOP