UOL - O melhor conteúdo
Awell
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Migal
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Midranda
ALFA   (15x)
BETA   (13x)
GAMA   (13x)
Valento
ALFA   (18x)
BETA   (16x)
GAMA   (16x)
Cronus
ALFA   (2x)
BETA   (2x)
GAMA   (2x)
Próxima Manutenção
19/09/2019 às 05:20h
SERVER STATUS
Eventos
A POSSESSÃO DE ARTERES, MACACO HONGKY E 2X SCORE SOD


Finalmente, chegamos à semana com as novidades, eventos e promoções mais quentes das suas Férias de Inverno.
A diversão no Priston Tale é agora!
Venha se divertir com a gente!
 
 
 
A Possessão de Arteres
Os pristonianos retribuem aos deuses e provam-lhes o seu valor ao coletar a maioria dos Fragmentos de Ouro em todo o continente, demonstrando que são dignos de serem os portadores do Tridente Lendário.
Em Ricarten, pela terceira vez, a deusa Idhas realiza o último ritual para unificar os Fragmentos de Ouro e forjar a terceira parte da poderosa relíquia dos deuses.
No fundo do mar, enquanto Yagditha observava, calado e frustrado, o fundo do terceiro Baú de Ouro, que os seus soldados conseguiram recuperar após o surto de fúria de Octulhus, contendo apenas uma pequena quantidade de Fragmentos de Ouro no seu interior, subitamente, um feixe de luz azul projeta-se à sua frente.
Quando o poder do Tridente começa a atrair todos os Fragmentos de Ouro remanescentes, ainda espalhados pelo continente e no Abismo do Mar, Yagditha decide resistir e tenta medir forças com os deuses.
Manifestando todo o seu poder, Yagditha lança um raio de energia magnética, através das extremidades pontiagudas do seu tridente, envolvendo o Baú de Ouro e os Fragmentos de Ouro no seu interior com um campo de força dourado, retendo-os em oposição à magia da deusa Idhas.
Mas, o poder do tridente de Yagditha não se compara ao do Tridente de Zairweus, que foi forjado pelos deuses.
Esgotado, Yagditha não consegue sustentar o campo de força por muito tempo e é vencido pelos deuses mais uma vez.
Os Fragmentos de Ouro são unificados em Ricarten e a terceira e última parte do Tridente Lendário é forjada bem à frente dos olhos surpresos dos membros do Conselho Real.
Logo em seguida, os três segmentos, de Ouro, Prata e Bronze, flutuam e alinham-se no ar, deslocando-se até se fundirem, perfeitamente, em uma única liga homogênea de um metal desconhecido.
Finalmente, o poderoso Tridente Lendário do deus do mar está restaurado e em posse dos pristonianos.
A Guerra dos Mundos pode ser vencida agora!
Valendo-se da sabedoria da Aliança dos Deuses, a deusa Idhas decide usar todo o poder do Tridente Lendário restaurado para retardar o avanço do exército inimigo e reduzir o seu poder ofensivo, tornando-os mais lentos, com a redução da velocidade dos seus ataques e movimentos, através da sua magia.
De repente, um portal de teletransporte se abre no centro do salão, quando o Conselho Real ainda permanecia estarrecido diante da demonstração de poder dos deuses e da imponência da relíquia sagrada.
Lirie, líder das Sacerdotisas, e Razik, líder dos Xamãs Reais, atravessam-no e transmitem a todos a boa notícia sobre a sua afortunada jornada à Pillai, trazendo consigo centenas de pequenas sacolas de couro encantadas.
Tendo sido informado que a fonte de energia das Couraças Abissais são os raros cristais mágicos da Mina de Gelo e Snowtorm, o Mago Raymond conseguiu transmutar os fragmentos da Pedra Idetas e os cristais mágicos, que também são o gerador da força que sustenta a cidade flutuante, em drusas de cristais mágicos negros.
 
- “Irmã Celina, você nos ajudou mais do que poderíamos imaginar, ao precipitar a Pedra Idetas do cosmos!”, enaltece Lirie, dirigindo-se à Sábia Celina, que ainda empunhava, firmemente, o Tridente Lendário, mas estava, claramente, exausta após a realização do ritual.
- “Graças aos deuses!”, glorifica Razik, complementando.
 
Lirie e Razik retiram a drusa de cristais mágicos negros de dentro de um dos sacos de couro encantados e demonstram o seu funcionamento ao Comandante Derik, conforme as orientações do Mestre Raymon:
 
- “Estas drusas de cristais mágicos negros absorvem a energia dos cristais mágicos que alimenta as armaduras cibernéticas dos nossos inimigos em uma área considerável, deixando-as vulneráveis.
Temos que distribuí-las para os nossos guerreiros nos campos de batalha em todo o continente”, explica Razik, ansioso.
- “O encanto nos sacos de couro ajuda a manter as propriedades mágicas das drusas de cristal negras, que são voláteis.
Uma vez expostas à luz do sol, os nossos guerreiros não terão muito tempo para derrotar as tropas do povo das águas.”, acrescenta Lirie, em tom de advertência.
- “Meus irmãos pristonianos!
Este é o momento que estávamos aguardando!
Os nossos inimigos estão mais lentos, graças à magia da deusa Idhas e ao poder do Tridente Lendário, que abençoou o nosso povo.
Com a Aliança dos Deuses lutando a nosso lado e com os cristais mágicos negros transmutados pelo Mestre Raymon, a vitória na Guerra dos Mundos há de ser nossa!
Temos que atacar imediatamente!”, declara o Comandante Derik, muito confiante.
 
Utilizando-se das drusas de cristais mágicos negros, em todo o continente, as Couraças Abissais ficam vulneráveis.
Com os inimigos das águas atacando e movendo-se mais lentamente, os guerreiros pristonianos não têm muita dificuldade em perfurá-las com suas armas.
O líquido que mantém os seres subaquáticos respirando em terra firme vaza de usas armaduras cibernéticas e, rapidamente, todas as tropas de Yagditha sufocam e sucumbem no campo de batalha, exceto uma.
O General Octulhus é muito forte e resiste, bravamente, protegendo o seu batalhão de forma heroica.
Desde o seu último fracasso, conscientizou-se que não poderia retornar ao Abismo do Mar e, em respeito à sua própria honra, decidiu juntar-se aos guerreiros de Yagditha na frente de batalha para conquistar a vitória e recuperar o Tridente Lendário sozinho, buscando por redenção perante o seu senhor e o seu povo.
Mas, quando Octulhus e seus soldados tornam-se a última tropa inimiga remanescente no continente, Kyros, líder do Batalhão de Lutadores; Paros, líder do Esquadrão de Pikes; e Mercuros, líder do Esquadrão de Mecânicos; e Gallia, líder do Esquadrão Especial de Guerreiras; realizam ataques implacáveis, coordenados com os respectivos guerreiros de seus batalhões e esquadrões, a partir de todas as direções, cercando o poderoso inimigo e aniquilando os seus fiéis seguidores afinal.
A batalha mais importante estava ganha.
Milhares de corpos inimigos permanecem espalhados por todos os lugares e, mais uma vez, a Guerra dos Mundos será decidida no território do Abismo do Mar, conforme planejara, desde o início, o Comandante Derik.
Os pristonianos celebram a vitória como se tivessem ganho a guerra.
Em Ricarten, após receber os cuidados médicos, Arteres parece se recuperar bem.
Alena, líder do Esquadrão das Atalantas, decidira ficar ao lado de sua amiga e não participar do plano ação orquestrado por Derik.
Quando a notícia da grande vitória pristoniana chega a seu conhecimento, Arteres reage de forma indiferente, surpreendendo a todos.
Depois de recobrar a consciência, Arteres tem demonstrado um comportamento anormal, tornando-se taciturna e lacônica.
Alena, por sua vez, sente uma breve sensação de alegria pela conquista obtida. Mas, ao observar a tristeza de sua amiga Arteres, compadece-se e a sua felicidade logo se transforma em profunda preocupação.
Alena ainda está muito chateada com os seus companheiros por omitirem-se na missão de resgate de Arteres e acredita que todo o sofrimento e a tortura que ela sofreu nas masmorras da Fortaleza de Yagditha são a causa da mudança na sua personalidade, culpando-os pelo ocorrido.
Gallia e Paros começam a desconfiar do comportamento suspeito de Arteres, pois lembram-se, vividamente, dos guerreiros pristonianos que encontraram na sua primeira missão, com os seus corpos deformados por mutações genéticas, resultantes dos cruéis experimentos de Yagditha, e as suas mentes controladas pela vontade do inimigo.
Percebendo que está sendo vigiada, Arteres decide reencontrar a sua família para desviar a atenção que recai sobre ela naquele momento.
Na casa de sua mãe, a sua irmã Art corre para abraçá-la, calorosamente:
 
- “Arteres! Arteres! Arteres!
Você retornou para nós!
Você não vai acreditar como eu avancei nos meus treinamentos enquanto esteve fora!
Tenho tanto pra contar para você!
Você vai ficar orgulhosa de mim!
Mas, antes conte-me tudo sobre o mundo do Abismo do Mar!
Estou muito curios...”, Art desanda a falar, muito empolgada, mas é interrompida bruscamente.
- “Cale-se!
Não aguento mais ouvir a sua voz!”, esbraveja Arteres com a sua irmã Art, antes de sair correndo da sua própria casa e sem trocar uma palavra sequer com a sua mãe.
Arteres cai em prantos, desorientada e sem entender o que está acontecendo consigo mesma.
Após caminhar muito sozinha, tarde da noite, decide retornar ao palácio, silenciosamente, para não ser notada.
De repente, sem perceber nem se recordar de como foi parar naquele lugar, Arteres está dentro dos aposentos de Celina, que dorme, profundamente, após perder muita energia na realização do seu ritual mágico.
Mas, quando encontra o Tridente Lendário repousando, desprotegido, ao lado da cama de Celina, Arteres é tomada por uma vontade incontrolável e descobre, exatamente, o que deve fazer.
Arteres é a líder do Esquadrão das Arqueiras, mestra na arte da invisibilidade e da infiltração.
Valendo-se de suas habilidades ímpares, Arteres rouba o Tridente Lendário e esgueirando-se, sorrateiramente, através dos aposentos do palácio real, foge de Ricarten, seguindo em direção ao litoral do continente.
Arteres retorna, mais uma vez, para a Fortaleza de Yagditha.
Entrando pelos portões principais e com a autorização dos guardas, dirige-se aos aposentos da Princesa Yaten e, sob o efeito do feitiço da sua voz, entrega o Tridente Lendário a ela espontaneamente.
 
- “Ha ha ha ha ha!
Ora, ora, ora...
Eu não disse que você me daria o que queria!
Olhe pra você agora!
Somos melhores amigas!
Ha ha ha ha ha!
Vejamos o que esse belo artefato pode fazer!”, debocha Yaten, extremamente, satisfeita e orgulhosa de si mesma.
 
Tomando o Tridente Lendário em suas mãos, Yaten começa a entoar o seu canto sinistro de Sereia, novamente, canalizando o seu poder através dele e direcionando-o contra a submissa Arteres.
Todo o ódio, a revolta e a ambição, acumulados ao longo dos anos por Yaten, são potencializados pela magia da relíquia sagrada e ganham vida, tomando a forma de uma entidade astral, que possui o corpo e a mente da indefesa Arqueira.
- “Aaaaaaaaaahhh!”, Arteres agoniza em dor, enquanto é envolvida por uma aura negra e os seus olhos brilham e emanam uma sinistra luz vermelha.
 
A imensa energia escura da entidade astral domina a mente e o corpo de Arteres, dando-lhe uma força física sobrenatural, como se estive possuída pelos aspectos mais obscuros da alma maligna de Yaten.
Em seguida, a Princesa Sereia realiza um terrível ritual necromante para experienciar o poder do seu novo instrumento de poder.
Ao manusear o artefato, Yaten aprende a língua esquecida dos deuses, instantaneamente, como se sempre estivesse latente em sua memória. Então, conectando a sua mente ao poder do Tridente Lendário, põe-se a falar palavras e, rapidamente, frases inteiras naquela estranha linguagem, fluentemente.
Em seguida, erguendo a extremidade pontiaguda do Tridente em direção à superfície das águas e realizando movimentos circulares para manipular os cinco elementos, Yaten decreta que todos os corpos dos guerreiros do mar, caídos nos campos de batalha pristonianos, ergam-se e voltem à vida para lutar mais uma vez.
De repente, uma sombra imensa, vinda das profundezas do oceano, reflete-se na superfície das águas.
Os céus tornam-se negros como o breu e o dia transforma-se em noite.
Lentamente, os guerreiros do povo das águas, que morreram sufocados enquanto lutavam em terra firme, começam a se movimentar e retornam ao mundo dos vivos.
Entretanto, o poder do Tridente Lendário associado à essência maligna da alma de Yaten transforma os guerreiros ressuscitados em aberrações, mortos-vivos sem consciência do que foram no passado ou pelo que lutaram em vida, um verdadeiro exército de monstros, cuja existência tem os objetivos únicos de destruir o mundo dos pristonianos e obedecer às vontades e ambições da cruel Yaten.
 
- “Minha mais querida amiga, Arteres!
Vá e destrua o seu povo e os seus deuses, que traíram e abandonaram você à sua própria sorte, deixando-a mercê daqueles que consideravam seus inimigos!
Os seus inimigos são aqueles que a enviaram em uma missão da qual sabiam que jamais retornaria com vida.
Você, Arteres, será o instrumento para a realização da minha vontade nos dois mundos, que agora são meus.
Eis que o meu espírito reside dentro de você e estará guiando os seus passos para sempre, a partir deste grandioso momento.
Vá, agora, e procure por Octulhus, meu querido e fiel General!
Na sua outra vida, ele serviu ao meu amado irmãozinho.
A complacência de Yagditha deixou Octulhus fraco, um covarde.
Por isso, ele falhou por sucessivas vezes.
Mas, agora, sob o meu comando, será diferente.
Octulhus cumprirá o seu papel e me será útil, lutando ao seu lado, desta vez”, comanda Yaten, empoderada pelo Tridente Lendário.
 
Os exércitos pristonianos ainda celebram a sua vitória nos campos de batalha e preparam-se para retornar para casa, quando observam o fenômeno sombrio nas águas e nos céus e os soldados do Abismo do Mar retornam à vida, iniciando uma nova batalha sangrenta, em que o resultado que se desenha parece ser muito diferente do que acharam ter conquistado.
Yagditha permanece inerte e em seu trono, muito frustrado e aborrecido, refletindo e tentando compreender o porquê da sua derrota, quando percebe os distúrbios energéticos nas correntes marítimas, que só pode ter sido gerado por uma força muito poderosa.
 
- “Será que os deuses pristonianos já estão nos atacando com o Tridente Lendário?!...
Hmm... Não!!!
Só pode ser Yaten!”, Yagditha reflete em voz alta e identifica que a origem dos distúrbios está localizada no Abismo do Mar, mais precisamente, nos aposentos da sua meia-irmã e dirige-se, apressadamente, para lá.
 
Antes de Yagditha chegar até Yaten, Leusen, outro fiel e poderoso General, adianta-se a ele e decide abordá-la, imprudentemente, desconhecendo de que o Tridente Lendário estava em seu poder agora:
 
- “O que a senhora está fazendo, Princesa Yaten?!
O que é isso que a senhora está segurando?
Este é mesmo o poderoso Tridente do Deus Zairweus, pelo qual Octulhus deu a sua vida para trazer para o meu senhor?
A senhora precisa me entregar o Tridente Lendário imediatamente.
Somente o senhor Yagditha, filho de Zairweus, é digno de possuí-lo.
Isto é traição!”, Leusen adverte, severamente, a Sereia Yaten.
- Não me venha falar de traição, Leusen, seu tolo!
Por acaso, aquele, que você considera seu rei, conseguiu trazer a vitória para o nosso povo?
Você sabe que Octulhus não era digno de continuar vivendo, após fazer os nossos inimigos pensarem que somos fracos, com os seus sucessivos fracassos imperdoáveis.
Sou a filha do Rei Aegon e da Rainha Yansen!
Portanto, sou a herdeira legítima ao trono do Abismo do Mar e conduzirei o nosso povo à supremacia nos dois mundos.
Destruirei os insolentes pristonianos, que ousam a nos atacar no nosso próprio território, e derrotarei os deuses antigos e obsoletos, agora, que possuo a arma perfeita!
Curve-se diante da sua nova rainha e jure a sua lealdade a mim, Leusen!”, retruca Yaten em tom ameaçador.
 
- “Não sou um traidor, Yaten!
Jamais me submeterei às suas ordens!
Entregue-me o Tridente Lendário agora, Princesa!”, opõe-se Leusen.
 
Leusen aproxima-se de Yaten para tomar-lhe a relíquia sagrada.
Yaten usa o poder do Tridente contra o seu agressor e paralisa-o com a maior facilidade.
Em seguida, num ato de crueldade, atravessa o coração de Leusen com as afiadas pontas da sua nova arma sem hesitar, tirando-lhe a vida, impiedosamente.
 
- “Na verdade, assim como Octulhus, você me será mais útil morto mesmo, Leusen!
Vamos atacar a fonte de poder dos vermes pristonianos que, segundo as minhas fontes, é guardada em uma antiga ruína protegida pela magia dos antigos deuses.
Você conquistará o que os nossos inimigos chamam de Bless Castle e destruirá a fonte de mana escondida naquele lugar.
Aceite o seu destino, Leusen, meu General!
Ha ha ha ha ha!”, Yaten ordena para o corpo imóvel e sem vida de Leusen, ainda preso nos dentes do Tridente Lendário, enquanto o seu sangue se esvai e tinge as águas de vermelho.
 
A invasão dos exércitos de mortos-vivos do Abismo do Mar, que já se encontravam no continente, intensifica-se e cresce em força, colocando os pristonianos em desvantagem mais uma vez.
O Castelo Bless é amaldiçoado e Leusen, ressuscitado, lidera o cerco em solo sagrado, conduzindo o povo das águas muito próximo de conquistar a sua vitória definitiva na Guerra dos Mundos.
No momento em que Yaten prepara o seu ataque final ao continente, que planejou realizar através da manipulação das forças destrutivas da natureza, criando terremotos e tsunamis, Yagditha a interrompe e a impede no último instante.
Os meios-irmãos, Yagditha e Yaten, um semideus contra uma Sereia, digladiam-se numa batalha mortal pela posse do Tridente de Zairweus.
 
Confira os detalhes do evento “A Possessão de Arteres” nas tabelas abaixo:
 
 
 
 
 
 
 

O evento “A Possessão de Arteres” está ativo nos subservidores Alfa, Beta e Gama de todos os servidores.
 
Derrote os exércitos de mortos-vivos, criados pela Princesa Yaten, e proteja o Bless Castle contra o cerco do ressuscitado General Leusen!
Combata a Arqueira Arteres e ajude-a a libertar-se da possessão da entidade maligna e do feitiço do canto da Sereia!
O desfecho trágico da Guerra dos Mundos para os pristonianos só pode ser evitado por você!
 
 
 
Evento do Macaco Hongky (NOVO!)
 
 
Os macacos Hongky são os primatas que mais se assemelham aos pristonianos, tanto na sua fisiologia quanto na sua estrutura emocional e intelectual, diferenciando-os apenas na sua incapacidade de demonstração de altruísmo desinteressado e incondicional.
Vivendo, na natureza, em uma sociedade hierárquica e complexa, os macacos Hongky possuem uma exótica pelagem branca e a pele avermelhada, são muito fortes, selvagens e agressivos.
O Mago Real Dorian, que se tornou o responsável pelo processo de Despertar de Armas recentemente, em reconhecimento às suas notáveis habilidades alquímicas, é um profundo estudioso do comportamento dos macacos Hongky também.
Parte do seu trabalho, todavia, assim como as constantes pesquisas desenvolvidas pelos Xamãs Reais, necessitam ser realizados com macacos Hongky em cativeiro.
Ocorre que os fragmentos da Pedra Idetas, precipitadas pela deusa Idhas, parece ter afetado, estranhamente, o comportamento desses animais, tornando-os mais violentos e desenvolvendo força física descomunal.
No dia em que Arteres infiltrou-se no quarto da Sábia Celina e, enquanto repousava, roubou o Tridente Lendário, para entregá-lo para a Princesa Yaten, ocorreu um grave incidente com os macacos Hongky.
Visando a poder escapar com o Tridente Lendário do palácio real e sair da cidade de Ricarten despercebida, Arteres libertou todos os macacos Hongky de suas jaulas, causando uma grande confusão em todos os lugares e criando a distração que necessitava para garantir a sua passagem segura.
Agora, os macacos Honkgy estão à solta e o seu comportamento agressivo, que foi afetado pelo poder da Pedra Idetas, transformou-os numa ameaça aos pristonianos.
Em vez de retornarem para o seu habitat natural, tornaram-se nômades e predadores vorazes, devorando tudo pelo seu caminho e atacando os pristonianos que os encontram.
Conheça os detalhes do evento Macaco Hongky (NOVO!) na tabela abaixo:
 
 
O evento Macaco Hongky (NOVO!) está ativo nos subservidores Alfa, Beta e Gama de todos os servidores.
 
Cace os macacos Hongky foragidos e ajude a levá-los de volta ao seu cativeiro, para serem estudados pelo Mago Real Dorian e pelos Xamãs Reais.
Divirta-se!
 
 
 
2x Score SoD
 

Tenha a sua pontuação no SoD (Survive or Die!) da próxima semana contabilizada em dobro!
A multiplicação da sua pontuação será ativada a partir da 0h00 de sábado, dia 27/07, na virada do ranking do SoD, nos subservidores Alfa, Beta e Gama de todos os servidores.
Não se esqueça que quanto maior for a pontuação realizada, maior será a sua premiação em Ouro no final da outra semana.
Além disso, saiba que é a somatória das pontuações realizadas, no período de ranqueamento, que determinam a premiação semanal em Ouro, e não somente a maior pontuação realizada.
O evento 2x Score SoD (Survive or Die!) está de volta!
Quanto mais vezes você pontuar na disputa, maior será a premiação semanal no final!
Participe!
 
 
 
Esta é a 4ª Semana das Férias de Inverno, que já estão terminando!
Tudo o que é bom, acaba muito rápido...
Aproveite a última semana, mas a melhor de todas, sem dúvida, para você se despedir com um “gostinho de quero mais”!
 
 
 
Equipe Priston Tale

COMENTÁRIOS

MutanteDe longe é o MELHOR evento do jogo, servidores lotam, que façam mais vezes no decorrer do ano.
51 dias atrás

Para comentar, é necessário que você efetue o login.




RANKINGAWELL
Lanohat
169

Askew
165

xDDA
165

Liipehh
165

Mitoo17
164

BLESS CASTLEAWELL
CataPuTa
MasterKills
INOVADOS

BELLATRAAWELL
CataPuTa
HomensDeBem
MasterKills

ÚLTIMOS PUNIDOSAWELL
EdeCasa
87
09/09/2019

Socao
91
09/09/2019

[t]Klaus[t]
152
06/09/2019

PRISTON SHOP